Orientações Curriculares

  Educação Pré-Escolar

(Despacho nº 5220/97 de 4 de Agosto)

bebejog.jpg (5861 bytes)


As Orientações Curriculares reconhecem a criança como sujeito do processo educativo -  o que significa partir do que a criança já sabe valorizar os seus saberes como fundamento para novas aprendizagens;

·        A CONSTRUÇÃO ARTICULADA DO SABER - o que implica que as diferentes áreas a contemplar não deverão ser vistas como compartimentos estanques, mas abordadas de uma forma globalizante e integrada;

·        A EXIGÊNCIA DE RESPOSTA A TODAS AS CRIANÇAS - o que pressupõe uma pedagogia diferenciada, centrada na cooperação, em que cada criança beneficia do processo educativo desenvolvido com o grupo.


            Com suporte nestes fundamentos, o desenvolvimento curricular, da responsabilidade do educador, terá em conta:

·        OS OBJECTIVOS GERAIS- enunciados na Lei Quadro da Educação Pré-Escolar como intenções que devem orientar a prática profissional dos educadores;

·        A ORGANIZAÇÃO DO AMBIENTE EDUCATIVO - como suporte do trabalho curricular e da sua intencionalidade. O ambiente educativo comporta diferentes níveis em interação: a organização do grupo, do espaço e do tempo; a organização do estabelecimento educativo; a relação com os pais e com outros parceiros educativos.

·        AS ÁREAS DE CONTEÚDO - constituem as referências gerais a considerar no planeamento e avaliação das situações e oportunidades de aprendizagem. Distinguem-se três áreas de conteúdo:

 Área de Formação Pessoal e Social

Área de Expressão/Comunicação que compreende três domínios:

 das expressões: motora, dramática, plástica e musical;

- da linguagem e abordagem à escrita;

- domínio da matemática;

Área de Conhecimento do Mundo

·        A COMUNIDADE EDUCATIVA - como processo que parte do que as crianças já sabem e aprenderam, criando condições para o sucesso das aprendizagens seguintes;

·        A INTENCIONALIDADE EDUCATIVA - que decore do processo reflexivo de observação planeamento, acção e avaliação desenvolvido pelo educador, de forma a adequar a sua prática às necessidades das crianças.

O meus trabalhos                                      Página Inicial                          Jardim de Infância